Após chuvas fortes em Barcarena, áreas dos depósitos de resíduos operam normalmente

A Hydro Alunorte informa que não ocorreu vazamento ou rompimento nos seus Depósitos de Resíduos Sólidos, em Barcarena (Pará). Nos dias 17 e 18 de fevereiro, a empresa recebeu visitas de autoridades ambientais do município e do Estado, além do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) para inspeções que comprovaram a integridade das instalações.

fevereiro 19, 2018

Apesar do volume de chuva excepcional que incidiu sobre a região entre os dias 16 e 17 de fevereiro, superior a 200 mm, em aproximadamente 12 horas, segundo registros da empresa Climatempo, não houve qualquer transtorno nos depósitos de resíduos sólidos da refinaria.

A água da chuva foi canalizada para as bacias de sedimentação e direcionada, posteriormente, para as estações de tratamento de efluentes industriais, em seguida sendo lançada no Rio Pará.

Na Hydro Alunorte, toda precipitação pluviométrica é coletada e tratada antes de ser enviada ao rio. O tratamento de água segue os critérios da Resolução nº 430/2011 do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama), que inclui parâmetros de lançamento como: pH, temperatura, turbidez, entre outros. 

As análises da água e medições da Hydro Alunorte em Barcarena são realizadas por laboratórios certificados pelo INMETRO e seguem valores de referência estabelecidos pelos Padrões Regulatórios Brasileiros sob "Especificação NBR 10004-2a Ed (31/05/2004) Anexo F”. Conforme atestado pelo monitoramento, não existe qualquer ligação entre as atividades da empresa e uma suposta contaminação da água na área de Barcarena.

De fato, a incidência de chuva excepcional observada entre os dias 16 e 17 de fevereiro no município de Barcarena ocasionou um volume extraordinário de água pelas ruas da cidade. Como grande parte dessas ruas não possuem pavimentação, a água ganha um tom avermelhado em função do tipo de solo característico da região.

Esse mesmo volume de chuva foi percebido nas ruas internas da refinaria e foi gradativamente absorvido pelas estações de tratamento de água da Hydro Alunorte.

A Hydro reconhece que uma operação industrial tem impactos, mas a empresa estabelece padrões rígidos de controle, monitoramento e prevenção para garantir uma operação sustentável, respeitando as comunidades e o meio ambiente. A Hydro Alunorte reforça que sua operação em Barcarena segue toda a legislação ambiental vigente.

Monitoramento Ambiental

Sustentabilidade é uma das prioridades da Hydro e as operações em Barcarena têm sistemas robustos de monitoramento e gerenciamento de recursos hídricos, emissões atmosféricas e resíduos sólidos. As ações de controle e monitoramento da Hydro Alunorte têm sido verificadas in loco pelas autoridades ambientais competentes, que recentemente inspecionaram a refinaria.

No dia 17 de fevereiro, a Hydro Alunorte recebeu representantes da Promotoria de Justiça de Barcarena, Defesa Civil, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico de Barcarena (SEMADE), Corpo de Bombeiros e da Associação Caiquiama, representando comunidades locais. Ao fim da visita, as autoridades e o representante comunitário assinaram ata que atesta não terem sido identificados indícios ou risco de transbordo na área de resíduo DRS 1 e a Promotoria de Justiça de Barcarena informou que divulgará estas informações para as lideranças das comunidades locais. Adicionalmente, a SEMADE e o Corpo de Bombeiros informaram que encaminharão solicitação de dados complementares.

No domingo, 18 de fevereiro, visitaram as instalações da empresa representantes da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Instituto Evandro Chagas, Promotoria Justiça de Barcarena, Defesa Civil, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico de Barcarena (SEMADE), Corpo de Bombeiros e Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Abaetetuba (Semea).  Os presentes assinaram a ata de reunião para finalizar a vistoria reafirmando, a exemplo das visitas anteriores, que não houve nenhum tipo de rompimento do Depósito de Resíduos da empresa.

Na visita, verificou-se a existência de uma tubulação com pequena vazão de água de coloração avermelhada na área da refinaria. Conforme solicitado pelas autoridades, neste momento a empresa está fazendo as investigações necessárias para identificar a origem e natureza do material, bem como realizando a imediata vedação desta tubulação.

Neste mesmo dia a empresa foi visita pelo IBAMA. Os técnicos percorreram todo o entorno dos depósitos DRS1 e DRS2. A exemplo dos demais visitantes, comprovaram que não houve transbordo ou vazamento. Ao término da visita, O IBAMA informou que solicitará um relatório para saber detalhadamente como funcionou o plano de trabalho da Hydro nesse período de chuvas intensas.

No dia 26 de janeiro, a Hydro Alunorte recebeu técnicos da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS), Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico de Barcarena (SEMADE), Secretaria de Infraestrutura de Barcarena e Defesa Civil de Barcarena, que solicitaram uma visita às áreas de depósito de resíduos da refinaria. Os profissionais, seguindo o padrão de transparência da empresa, tiveram livre acesso aos depósitos de resíduos DRS 1 e 2, e receberam todos os esclarecimentos solicitados. Ao final da visita, foi registrado em ata que os órgãos ambientais estavam deixando a empresa sem nenhuma preocupação referente a essas áreas.

No dia 13 de fevereiro, oficiais do Corpo de Bombeiros de Barcarena visitaram a Hydro Alunorte com o objetivo de verificar a integridade do Depósito de Resíduos Sólidos 1 (DRS 1). Segundo os representantes, a inspeção não planejada foi motivada por uma denúncia feita à Corporação. Após a visita, os oficiais assinaram a ata de reunião, registrando que não foi identificado nenhuma irregularidade ou risco de transbordo.


Actualizado: fevereiro 19, 2018