Quarto trimestre de 2017: Alta nos preços da alumina e do alumínio melhoram os resultados

O lucro ajustado da Hydro antes de juros e impostos aumentou para NOK 3,55 bilhões no quarto trimestre de 2017, em comparação aos NOK 2,44 bilhões do terceiro trimestre. A alta reflete, em grande parte, o preço realizado mais alto da alumina e do alumínio, parcialmente afetada pela matéria-prima e os custos fixos.

fevereiro 16, 2018
Q4 2017
  • EBIT ajustado de NOK 3,55 bilhões.
  • Preços da alumina e do alumínio all-in realizados mais altos, mas parcialmente afetados por aumento de custos.
  • Resultados downstream sazonalmente mais baixos; primeiro trimestre com a Soluções em Extrudados totalmente consolidada.
  • Aumento do volume de produção na Energia.
  • Programa de melhorias Better avança como previsto para a meta revisada de NOK 3 bilhões para 2019, apesar de retrocesso em 2017.
  • Projeto-piloto de Karmoy produz seu primeiro metal, acelerando a produção no decorrer do primeiro semestre de 2018.
  • Proposição de dividendo para 2017 de NOK 1,75 por ação, comparado com NOK 1,25 por ação em 2016.
  • Previsão de crescimento de 4-5% da demanda global de alumínio primário em 2018, mercado grandemente em equilíbrio.

"O ano de 2017 marca o início de um novo capítulo na história da Hydro. Com a aquisição da Sapa, a Hydro se tornou a empresa de alumínio integrada líder mundial, com 35 mil empregados em 40 países e servindo a 30 mil clientes globalmente. Estou muito satisfeito com os fortes resultados anuais e trimestrais, os quais foram favorecidos com os preços mais altos da alumina e do alumínio. Também estou satisfeito de ver que o programa de melhorias Better está em bom caminho para atingir a meta de NOK 3 bilhões em 2019, disse o presidente e CEO da Hydro, Svein Richard Brandtzæg.

"O início das operações do projeto-piloto de tecnologia em Karmoy marca o início da tecnologia de alumínio mais eficiente do mundo em termos de clima e energia. Vários elementos da nova tecnologia serão adaptados para uso nas fábricas de alumínio da Hydro já existentes em todo o mundo. Esta tecnologia não é uma boa nova somente para Karmoy, mas para todas as fábricas de alumínio da Hydro”, disse Brandtzæg.  

O EBIT ajustado da área de negócios Bauxita & Alumina teve alta significativa, comparado com o terceiro trimestre, especialmente por causa dos preços da alumina que foram realizados mais altos, desencadeados por um índice de alumina mais alto e pela Bolsa de Londres. Em 2017, tanto a mina de bauxita Hydro Paragominas como a refinaria de alumínio Hydro Alunorte atingiram uma produção anual recorde de 11,4 milhões e 6,4 milhões de toneladas respectivamente.  

"Mantemos a expectativa de um mercado equilibrado para o alumínio primário, com uma previsão de aumento de 4-5% da demanda de alumínio primário em 2018, propulsada pela sólida demanda de alumínio pelos mercados automotivo e de construção”, disse Brandtzæg.

O EBIT ajustado da área de negócios Metal Primário mostrou melhora no quarto trimestre, graças aos preços da alumina realizados mais altos, os quais foram parcialmente afetados pela alta de preços da matéria-prima e dos custos fixos.

O EBIT ajustado da Mercados de Metal também melhorou no quarto trimestre, em geral pela melhora dos resultados das atividades comerciais e de aquisição, além do efeito cambial positivo e melhores resultados nas refusoras.

O EBIT ajustado da área de negócios Produtos Laminados no quarto trimestre de 2017 esteve, por sua vez, no mesmo nível do terceiro trimestre. O aumento das margens gerado pelo mix de produtos e os efeitos de estoque positivos foram impactados pela redução sazonal do volume de vendas e pelos custos de manutenção no final do ano. Os resultados da fábrica de fundição de Neuss tiveram queda no quarto trimestre por causa do aumento dos preços da alumina e da matéria-prima.  

O EBIT ajustado da área de negócios Soluções em Extrudados caiu em comparação com o EBIT ajustado pro forma do terceiro trimestre, devido especialmente ao volume sazonal mais baixo que foi parcialmente compensado pelo aumento das margens.

A nova área de negócios, Soluções em Extrudados, foi criada no final do quarto trimestre, após a Hydro ter adquirido os 50% de ações restantes da Sapa. Os resultados financeiros da área foram integralmente consolidados com a data de fechamento de 02 de outubro de 2017. O EBIT ajustado da Soluções em Extrudados inclui alguns efeitos da aquisição, tais como depreciação e amortização mais elevadas em virtude dos ajustes de justo valor dos ativos de longa duração.

Comparado com o trimestre anterior, o EBIT ajustado da área de negócios Energia aumentou, em grande parte graças a preços e produção mais altos, ainda que parcialmente impactado pelos baixos resultados comerciais. A alta produção durante o quarto trimestre foi motivada por um alto influxo e pela preparação para a manutenção prevista para o primeiro trimestre de 2018.

Para o ano de 2017 como um todo, o EBIT ajustado da Hydro aumentou de NOK 6,42 bilhões (em 2016) para NOK 11,21 bilhões. O aumento reflete a alta de preços do metal all-in e dos preços de venda da alumina, que foram parcialmente impactados pelos custos da matéria-prima, custos fixos e efeitos cambiais negativos.  

Devido aos desafios de desempenho na Produtos Laminados e um progresso mais lento que o esperado na fábrica Albras da Metal Primário, o avanço do programa de melhorias Better está atrasado – mas, embora a Hydro não tenha atingido sua meta de NOK 500 milhões para 2017, o atraso não deve impactar a meta aumentada de NOK 3 bilhões para 2019.

A posição de caixa líquido da Hydro foi reduzido de NOK 7,7 bilhões para uma posição de dívida líquida de NOK 4,1 bilhões no final do trimestre. O caixa líquido resultante de atividades operacionais somou NOK 6,4 bilhões. O caixa líquido utilizado em atividades de investimento, excluindo investimentos em curto prazo, totalizou NOK 14,1 bilhões.

Para 2017, o Conselho de Administração propõe um dividendo de NOK 1,75 por ação, refletindo o forte desempenho operacional da Hydro em 2017 e sua sólida posição financeira – e um aumento em relação ao NOK 1,25 por ação pago em 2016, que continua a ser considerado um valor mínimo. O pagamento proposto representa 41% da receita líquida reportada para o ano e demonstra o compromisso da empresa de fornecer um retorno financeiro competitivo para os acionistas, mesmo levando em consideração a volatilidade da indústria de alumínio. 

O lucro reportado antes de juros e impostos somarou NOK 4,51 bilhões no quarto trimestre. Além dos fatores apresentados acima, o EBIT reportado incluiu NOK 231 milhões em perdas líquidas de derivados não realizados, NOK 146 milhões em efeitos positivos do metal, um encargo de NOK 210 milhões, dos quais NOK 181 milhões estão relacionados com uma responsabilidade ambiental na planta de Kurri Kurri, e NOK 29 milhões referentes a custos de racionalização na Soluções em Extrudados, além de um encargo de NOK 245 milhões ligado a declarações alfandegárias não conformes e um ganho de NOK 33 milhões relacionados com a reavaliação de responsabilidades ambientais, ambos na Alemanha. O lucro reportado também incluiu um ganho líquido de NOK 2,17 bilhões relativo a ações que tínhamos anteriormente na Sapa e uma despesa de avaliação de estoque de NOK 707 milhões relacionada com a transação da Sapa.

No trimestre anterior, o lucro reportado antes de juros e impostos perfez NOK 2,32 bilhões, inclusive ganhos líquidos derivados não realizados de NOK 23 milhões e efeitos negativos do metal de NOK 151 milhões. O lucro reportado também incluiu um ganho líquido de NOK 6 milhões na Sapa (cota da Hydro líquida de impostos), referente a ganhos derivados não realizados. 


Para o ano de 2017 como um todo, o lucro reportado antes de juros e impostos somou NOK 12,18 bilhões. O EBIT reportado incluiu perdas derivadas líquidas não realizadas de NOK 466 milhões e efeitos positivos do metal de NOK 419 milhões. Além disso, o lucro reportado incluiu uma perda líquida de NOK 19 milhões na Sapa (cota da Hydro líquida de impostos) ligada a perdas derivadas não realizadas e perdas cambiais líquidas. A receita líquida também incluiu um encargo de NOK 210 milhões, dos quais NOK 181 milhões estão relacionados com uma responsabilidade ambiental na planta de Kurri Kurri e NOK 29 milhões relacionados com custos de racionalização na Soluções em Extrudados, além de um encargo de NOK 245 milhões referente a declarações alfandegárias equivocadas na Alemanha e um ganho de NOK 33 milhões relacionados com a reavaliação de responsabilidades ambientais, também na Alemanha. O lucro reportado incluiu, ainda, um ganho líquido de NOK 2,17 bilhões e uma despesa de avaliação de estoque de NOK 707 milhões, ambos relacionados com a transação da Sapa.

No trimestre anterior, o lucro reportado antes de juros e impostos totalizou NOK 7,01 bilhões, incluindo ganhos derivados líquidos não realizados e efeitos positivos do metal de NOK 553 milhões ao todo. O lucro reportado incluiu, ainda, encargos de NOK 192 milhões relacionados com a demolição da planta de Kurri Kurri, custos de amortização de NOK 426 milhões ligados à refinaria de alumina joint-venture projetada CAP e a planta de Hannover, um ganho líquido de NOK 314 milhões da venda de certos ativos em Grenland, além de um ajuste negativo da venda da planta de laminação Slim no quarto trimestre de 2015. Outros efeitos positivos de NOK 223 milhões refletem uma compensação ligada à conclusão de disposições contratuais com a Vale e o encargo de NOK 32 milhões relativo à reavaliação de responsabilidades ambientais na Alemanha. O lucro reportado incluiu, ainda, um ganho líquido de NOK 113 milhões para a Sapa (cota da Hydro líquida de impostos) referente a ganhos derivados não realizados, encargos de racionalização e ganhos cambiais líquidos.

A receita líquida somou NOK 3,6 bilhões no quarto trimestre, já incluídas perdas cambiais líquidas de NOK 696 milhões, em grande parte não realizadas, que refletem que o fortalecimento do euro em taxas futuras em relação à coroa norueguesa e que resultaram em uma perda não realizada de derivados embutidos em contratos de energia designados em euros, ao passo que o fortalecimento do dólar americano em relação ao real afetou as dívidas em dólar no Brasil.

No trimestre anterior, a receita líquida foi de NOK 2,18 bilhões e incluiu uma redução de despesas tributárias com juros de receitas de NOK 125 milhões ao todo, fruto do encerramento de um processo tributário em setembro de 2017. Além disso, a receita líquida incluiu ganhos cambiais de NOK 520 milhões, essencialmente não realizados, resultantes do enfraquecimento do dólar americano em relação ao real, que impactou as dívidas em dólares no Brasil, ao mesmo tempo em que o enfraquecimento das taxas futuras em euro em relação ao dólar americano resultou em um ganho não realizado em derivativos embutidos em contratos de energia em euro.

A receita líquida para 2017 totalizou 9,18 bilhões, já incluída uma perda cambial líquida de NOK 875 milhões decorrentes do fortalecimento do dólar americano em relação ao real, que afetou as dívidas em dólar no Brasil, enquanto o fortalecimento do euro em taxas futuras em relação à coroa norueguesa causou uma perda não realizada em derivativos embutidos em contratos de energia em euros.

Para o ano anterior, a receita líquida somou NOK 6,58 milhões, incluindo um ganho cambial líquido de NOK 2,26 bilhões em decorrência do fortalecimento do real em relação ao dólar americano, que impactou as responsabilidades em dólar no Brasil, bem como o fortalecimento da coroa norueguesa em relação ao euro que, por sua vez, afetou as responsabilidades em euro na Noruega e os derivativos cambiais embutidos em contratos de energia. Além disso, a receita líquida continha uma redução de despesas tributárias com receita de juros de NOK 700 milhões ao todo provenientes da liquidação de um processo tributário em abril de 2016.

No terceiro trimestre, a receita líquida somou NOK 2,18 bilhões, estando já incluída uma redução de despesas tributárias com receita de juros de NOK 125 milhões ao todo em decorrência de um processo tributário encerrado em setembro de 2017. A receita líquida também incluiu ganhos cambiais líquidos de NOK 520 milhões, praticamente não realizados, que refletiu o enfraquecimento do dólar americano em relação ao real e influenciou as dívidas em dólar no Brasil, enquanto o enfraquecimento do euro em taxas futuras, se comparado com a coroa norueguesa, resultou em um ganho não realizado de derivativos embutidos em contratos de energia em euros.

(em inglês):

Key financial informationFourth quarter 2017Third quarter 2017% change prior quarterFourth quarter 2016% change prior year quarterYear 2017Year 2016
NOK million, except per share data
Revenue 38,803 22,799 70 % 21,250 83 % 109,220 81,953
Earnings before financial items and tax (EBIT) 4,511 2,323 94 % 1,964 >100 % 12,189 7,011
Items excluded from underlying EBIT (956) 123 >(100) % (135) >(100) % (974) (586)
 
Underlying EBIT 3,555 2,446 45 % 1,829 94 % 11,215 6,425
 
Bauxite & Alumina 1,872 413 >100 % 711 >100 % 3,704 1,227
Primary Metal 1,377 1,298 6 % 601 >100 % 5,061 2,258
Metal Markets 185 91 >100 % 152 22 % 544 510
Rolled Products 95 95 0 % 6 >100 % 380 708
Extruded Solutions 284         284  
Energy 457 368 24 % 359 27 % 1,531 1,343
Other and eliminations (715) 181 >(100) % (1) >(100) % (289) 380
Underlying EBIT 3,555 2,446 45 % 1,829 94 % 11,215 6,425
 
Earnings before financial items, tax, depreciation and amortization (EBITDA) 6,481 3,766 72 % 3,563 82 % 18,344 12,485
Underlying EBITDA 5,524 3,889 42 % 3,143 76 % 17,369 11,474
 
Net income (loss) 3,600 2,184 65 % 1,008 >100 % 9,184 6,586
Underlying net income (loss) 2,816 1,785 58 % 968 >100 % 8,396 3,875
 
Earnings per share 1,71 1,00 72 % 0,52 >100 % 4,30 3,13
Underlying earnings per share 1,33 0,82 62 %  0,48 >100 %  3,95  1,76
 
Financial data:
Investments 24,632 1,424 >100 % 3,541 >100 % 28,848 9,137
Adjusted net cash (debt) (17,968) (2,976) >(100) % (5,598) >(100) % (17,968) (5,598)
Underlying Return on average Capital Employed (RoaCE)           9,6 % 5,1 %
Key Operational information
Bauxite production (kmt) 3,049 3,043 0 % 3,063 0 % 11,435 11,132
Alumina production (kmt) 1,693 1,605 5 % 1,635 4 % 6,397 6,341
Primary aluminium production (kmt) 528 527 0 % 526 0 % 2,094 2,085
Realized aluminium price LME (USD/mt) 2,092 1,921 9 % 1,647 27 % 1,915 1,574
Realized aluminium price LME (NOK/mt)  17,066  15,496 10 %  13,659 25 %  15,888  13,193
Realized USD/NOK exchange rate  8,16  8,07 1 %  8,29 (2) %  8,30  8,38
Rolled Products sales volumes to external market (kmt) 224 236 (5) % 213 5 % 940 911
Extruded Solutions sales volumes (kmt) 318 170 87 % 155 >100 % 845 662
Power production (GWh) 3,089 2,509 23 % 2,551 21 % 10,835 11,332

Actualizado: fevereiro 16, 2018