Participação da comunidade

O mais importante que uma empresa pode fazer pela comunidade local e pelo ambiente é conduzir bem seus negócios.

Participação da comunidade

Uma organização bem administrada com finanças saudáveis, um bom ambiente de trabalho e funcionários felizes constituem o fundamento para que a empresa possa desempenhar um papel positivo na sociedade, como empregadora e contribuinte.

É o que chamamos de práticas empresariais socialmente conscientes. Trata-se de levar a sério a dependência mútua que sempre existirá entre uma grande empresa e a comunidade local onde ela está inserida.

Mais de cem anos de construção de comunidades

O fundador da Hydro, o engenheiro visionário Sam Eyde, já tinha captado essa ideia há mais de cem anos, quando a empresa estabeleceu a primeira cidade monoindustrial na Noruega. Ele tinha visto como grandes projetos de desenvolvimento na Europa foram estragados pelo ambiente destrutivo que facilmente se instalava entre os operários quando viviam em alojamentos temporários longe de suas famílias. A solução seria garantir o desenvolvimento de comunidades locais onde os trabalhadores pudessem viver com suas famílias em condições sadias e bem estruturadas.

Diálogo aberto e franco

Nossa participação na sociedade evoluiu e passou por mudanças ao longo do tempo. Muito é diferente hoje se comparado com cem anos atrás, e as diferenças podem ser grandes de um país para outro. De qualquer forma, permanece nossa consciência de fazer uma contribuição positiva para as comunidades onde estamos inseridos.

Consequentemente, o respeito mútuo, em forma de transparência e um diálogo franco, é muito importante. A empresa e seus administradores, bem como a comunidade local e as respectivas autoridades, precisam de previsibilidade, sobretudo diante de grandes mudanças. Portanto costumamos ter reuniões regulares de diálogo com as autoridades em todos os lugares onde as operações da Hydro constituem parte significativa da comunidade local.

A contribuição tributária em primeiro lugar

Nossa contribuição financeira para a sociedade ocorre primeiramente através dos empregos que geramos e os impostos e taxas que pagamos. As repercussões econômicas de nossas atividades podem ser consideráveis. Por exemplo, estimativas indicam que cada posto de trabalho mantido pela Hydro gera x,x empregos adicionais na comunidade.

Medidas de utilidade pública

Também prestamos, em graus variados, apoio direto a medidas de utilidade pública na comunidade local.

Nas comunidades locais em torno das operações que a Hydro assumiu da Vale em 2011, baseamos nossos esforços nas iniciativas sociais que a Vale implementou em Paragominas e que a Alunorte e a Albras conduzem em Barcarena. É importante para nós que essas atividades estejam fundamentadas nas necessidades das comunidades e que possam contribuir para o desenvolvimento do dinamismo local.


Actualizado: outubro 11, 2016