Hydro Paragominas - Sobre o mineroduto

O mineroduto tem 244 km de extensão, passando por sete municípios e quatro grandes rios.

Sobre o mineroduto

A bauxita extraída em Paragominas é transportada, em forma de polpa, para a Hydro Alunorte, através de um mineroduto de 244 quilômetros de extensão, passando pelos municípios paraenses de Ipixuna, Tomé-Açu, Acará, Moju, Abaetetuba e Barcarena e atravessando os rios Capim, Acará, Acará Mirim e Moju. Ao chegar à Hydro Alunorte, em Barcarena, a bauxita é recebida na Estação de Desaguamento de Bauxita (EDB) e refinada, se transformando em alumina.

Em 2013, com o objetivo de estender a vida útil e garantir a integridade e confiabilidade do mineroduto a Hydro instalou uma segunda estação de bombeamento: a PS2 (Pump Station 2).

Localizada no município de Tomé-Açu, a PS2 vai permitir a estabilidade da vazão e pressão do bombeamento de polpa de bauxita, garantindo a segurança e o desempenho do transporte do minério.

Curiosidades

  • São necessárias cerca de cinco toneladas de bauxita para a produção de duas toneladas de alumina, que por sua vez gera uma tonelada de alumínio (matéria-prima para a fabricação de vários produtos usados em nosso dia a dia).
  • Na década de 70 o projeto da mina de bauxita foi inviabilizado pela falta de alternativa viável de transporte. Somente na década de 90 se iniciou os estudos e planejamentos para a construção do primeiro mineroduto de bauxita do mundo
  • O mineroduto tem 244 km de extensão, passando por sete municípios e quatro grandes rios.

Actualizado: outubro 11, 2016