Skip to content

Brandtzæg retorna entusiasmado da visita ao Brazil

“Meu entusiasmo com a aquisição das atividades da Vale no Brasil com certeza não diminuiu depois de estar lá e ter visto as operações. A impressão foi muito boa e nossa meta é torná-las ainda melhor”, disse o Presidente e Diretor Executivo Svein Richard Brandtzæg após sua primeira visita ao Pará.

O entusiasmo parece ser mútuo. Brandtzæg e a equipe da alta direção da Hydro foram recebidos de forma calorosa e empolgante pelos novos colegas brasileiros nos primeiros dias de março.

Com mais de 4000 trabalhadores, o Brasil agora está ao lado da Noruega e Alemanha em número de empregados. Enquanto a Alemanha é o mercado de maior tamanho e importância, e a Noruega tem longa tradição em energia e produção de alumínio, o Brasil tem grandes reservas da matéria-prima tão fundamental, a bauxita – com muitos empregados com competência para extraí-la e refiná-la.

Brandtzæg foi acompanhado por Johnny Undeli, responsável pela nova área de negócios de Bauxita e Alumina, HIlde Merete Aasheim, à frente da área de Metais Primários, e outros membros da alta direção da Hydro na ocasião em que a aquisição no Brasil finalmente se tornou uma realidade.

Da ponta à base

O que os novos empregados da Hydro no Brasil podem esperar agora?

“Provavelmente a maior coisa é que eles deixarão de ser uma parte relativamente pequena do cenário geral de negócios da Vale para ser uma parte integrada do negócio central da Hydro. Para nós, o Pará é um dos pontos-chaves do nosso desenvolvimento futuro. Asseguramos tanto as matérias-primas como pessoas com competências em Paragominas, uma das maiores minas de bauxita do mundo, e na Alunorte, a maior refinaria de alumina do mundo. Além disto, temos agora maioria acionária na fábrica de alumínio da Albras, que é muito bem operada.

Brandtzæg enfatiza que tanto o corpo gerencial como empregados estarão satisfeitos por terem estas atividades ligadas à Hydro agora.

Desafiar um ao outro

“Nós cremos muito em melhoria contínua e pudemos ver várias áreas em que podemos ter performance ainda melhor. Faremos isto trabalhando de forma muito próxima”, afirma Brandtzæg.

“Em algumas áreas, sem dúvida, temos muitas coisas a contribuir, mas também temos o maior respeito por nossos colegas no Brasil, onde estão profissionais de alta competência que sabem o que estão fazendo. Então, valores como cooperação, respeito e determinação serão valores muito importantes neste processo. Desafiar um ao outro numa forma de cooperação aberta e respeitosa pode muito bem ser a chave para importantes avanços.”

“Mas antes de tudo, é importante nos concentrarmos na identificação das melhorias potenciais que temos neste novo negócio. Vejo que temos uma competência sólida e muitos empregados capacitados em nossa equipe no Brasil. Temos um bom ponto de partida. Agora vamos concentrar todos os nossos esforços para garantir a continuidade das melhorias.”

BARCARENA: Quando Svein Richard Brandtzæg e outros executives da Hydro visitaram Barcarena na Terça (01/03), cerca de 1.500 empregados da refinaria da Alunorte, da fábrica da Albras, do projeto CAP e de empresas contratadas estiveram presentes.  (Foto: Marcelo Lellis)