Skip to content

Dia de Mercados de Capital 2013: Indo mais além

Promovido pela Hydro, o Dia de Mercados de Capital 2013 destaca os esforços de melhoria implementados em toda a cadeia produtiva do grupo, cobrindo todas as áreas de negócios, fábricas e unidades da Hydro num empenho contínuo de ir mais além.

As principais ambições da Hydro são:

  • Levar a cabo programas específicos em todas as áreas de negócios,
  • Capitalizar em posições atrativas em toda a cadeia produtiva,
  • Manter forte posição financeira,
  • Elevar retorno insatisfatório a nível competitivo.

Os programas de melhorias vêm sendo implementados em todas as áreas de negócios, concebidos especificamente para cada fase da cadeia produtiva, da bauxita aos produtos laminados e baseados em sistemas de produção bem estabelecidos em cada área. Seguindo a cultura de melhoria contínua, a Metal Primário estabeleceu um novo programa para suas fábricas conjuntas de fundição e está, neste momento, concluindo seu programa "300 Dólares". A Bauxita & Alumina, por sua vez, reconfirmou suas metas gerais de melhorias para 2015, apesar de seu programa "De B até A" ter sofrido retrocessos no início deste ano.

"Sem dúvida, é uma grande satisfação poder concluir o programa "300 Dólares" conforme planejado, mas o mais importante nesta fase é a capacidade de reconfirmar a ambição geral de cumprir com a meta de um bilhão de coroas norueguesas em melhorias com o programa "De B até A", apenas alguns meses após o contratempo havido na produção este ano", diz o presidente e chefe executivo, Svein Richard Brandtzæg.

"Nos damos conta de que os esforços feitos já estão valendo a pena, pois a média de produção para os dois primeiros meses do quarto trimestre na Alunorte já aumentou a um nível anual de 5,6 milhões de toneladas."

A Metal Primário conclui recentemente seu programa de melhoria de "300 Dólares" por tonelada, fortalecendo em muito sua posição competitiva e a viabilidade das fábricas de fundição de propriedade integral da Hydro. A empresa também estabeleceu um programa específico para as fábricas conjuntas de fundição, em que a média das metas de melhorias corresponde a 180 dólares por tonelada, a serem atingidos até o final de 2016.

Voltada ao cliente, a Produtos Laminados continua a trabalhar para se tornar líder global em inovação. A área de negócios pretende incrementar sua criação de valor, aprimorando a qualidade de seu portfólio de produtos, fortalecendo sua posição como parceiro preferido de seus clientes e aumentando a competitividade através de inovação. O mercado de produtos laminados vem ganhando terreno com a substituição de outros metais pelo alumínio e sua presença no segmento automotivo vem gerando sólido crescimento da demanda.

A área de negócios Energia concluiu satisfatoriamente diversos projetos novos, os quais, juntamente com a aquisição da Vigelands Brug AS, melhoraram o desempenho operacional. Além disso, maior precipitação aumentou a produção normal na Energia de 9,5 TWh a 10,0 TWh por ano. A Energia continua apoiando outras áreas de negócios na área de energia, como no caso do contrato assinado com a fábrica conjunta de fundição Slovalco no início deste ano.

"Como o negócio do alumínio é cíclico, é extremamente importante manter a robustez financeira, a fim de compensar os períodos de baixa do ciclo com força e flexibilidade. O preço atual de muitos de nossos produtos continua sendo um desafio e não gera retorno sustentável", diz Brandtzæg.

"O preço do alumínio é desfavorável tanto para a Bauxita & Alumina como para a Metal Primário, embora os produtos premium compensem, em parte, esta situação na Metal Primário, demonstrando a importância de nossa habilidade de manter uma posição financeira sólida nos últimos anos."

O crescimento da demanda de alumínio no mundo, excluindo a China, está estimado em 2 % em 2013 e de 2 a 4 % em 2014. O alumínio continua sendo promissor, devido às suas muitas qualidades, como leveza e reciclabilidade. Ademais, espera-se que, a longo prazo, o mercado global de alumínio tenha um sólido crescimento anual de 4 a 6 % pelos próximos 10 anos.

Embora o alumínio consuma muita energia para ser produzido pela primeira vez, as qualidades do alumínio em sua fase de uso e sua habilidade de ser infinitamente reciclado, sem perda alguma de qualidade, o tornam o material predileto para uma grande série de produtos e aplicações do ponto de vista climático. A Hydro pretende aproveitar todo o potencial das qualidades climáticas do alumínio e ambiciona se tornar neutra, dentro de uma perspectiva de ciclo de vida, até 2020. Para tanto, se baseia em melhorias de eficiência energética na fase de produção, benefícios na fase de uso e aumento da capacidade de reciclagem, para fazer retornar mais metal às fábricas.

As despesas de capital (CAPEX) em 2014 deverão ser de aproximadamente NOK 4,3 bilhões, em comparação aos NOK 3,1 bilhões de 2013. Estima-se que as despesas de capital para manutenção venha a crescer de NOK 2,9 bilhões em 2013 a NOK 3,9 bilhões em 2014, em parte pelos efeitos contábeis da Produtos Laminados e um revestimento maior de fornos na Metal Primário que o normal. As despesas de capital para manutenção a longo prazo estão estimadas em NOK 3,5 bilhões. O crescimento do CAPEX para 2014 deverá ser de NOK 0,4 bilhão.

Recommended for you