Skip to content

a-ha faz dois shows inesquecíveis no Pará

O município de Paragominas recebeu o último show da banda no estado, no dia 3/10. No total, mais de 26 mil pessoas assistiram às apresentações.

Para os empregados, os shows da banda foram um presente em celebração aos 110 anos de atuação da Hydro, os 30 anos da Albras e os 20 anos da Hydro Alunorte, que junto com a Hydro Paragominas são um dos maiores exemplos de verticalização do estado.

Muitos chegaram ao estádio Arena Verde bem antes da abertura dos portões para garantir o seu lugar na frente do palco. “Trabalho na mina, moro em Belém, e vim de lá até aqui só para vê-los. Sou fã mesmo! E espero que a empresa repita este tipo de ação”, conta Edna Pinheiro, analista operacional da Hydro.

A euforia era total entre os fãs que participaram da troca de kits escolares por ingressos, ação que vai beneficiar iniciativas sociais e instituições que atuam na melhoria da educação no estado. A primeira da fila era Glauce Aquino, de apenas 19 anos, mas que se declarou fã número um do a-ha e estava no local desde 7 horas. “Esse é o sonho da minha vida se realizando. Eu escuto desde pequena e nunca imaginei que conseguiria vê-los aqui no Pará”, conta a estudante de Relações Internacionais que veio de Belém e não pôde assisti-los ao vivo no Rock in Rio, em setembro.

Antes de chamar a banda ao palco, o vice-presidente executivo de Bauxita e Alumina da Hydro, Alberto Fabrini, falou da grandiosidade da empresa no estado: “É no Pará que a Hydro possui o maior número de empregados no mundo. Não poderia sentir nada menos que orgulho de proporcionar esse momento aos moradores desse estado que nos acolheu.”

O governador do Estado, Simão Jatene, também curtiu o show. “Agradeço à Hydro por abrir esse espetáculo para toda a sociedade paraense, e isso mostra algo fundamental que é a vontade de integrar. Deixo essa mensagem para todos os empregados da Hydro, no peito de todo paraense bate sim um coração vencedor, vocês são vencedores.”

E quem foi esperando os grandes hits não se decepcionou. O show contou com os maiores sucessos do a-ha, como “Crying In The Rain”, “The Sun Always Shines On T.V” e a clássica dançante “Take On Me”, escolhida para encerrar a festa. Essa era a música mais esperada pela maioria dos fãs, como Mariano Júnior, que veio do município de Capanema, na região nordeste do estado, com a esposa e mais um casal de amigos: “O que eu senti é inefável. Realmente não tem como explicar, vou lembrar para sempre desse show.”

Meio ambiente

O vocalista Morten Harket encerrou a passagem da banda pelo |Pará com uma visita à mina de bauxita da Hydro, no município de Paragominas, onde plantou uma muda de Mogno Brasileiro (Swietenia macrophylla King) na área de reflorestamento da empresa, no domingo (04). A empresa tem a meta de equilibrar 1 hectare de área reflorestada a cada hectare de área minerada até o ano de 2017. O trabalho de reabilitação da companhia já recuperou 1.400 hectares desde 2009.

Sílvio Porto, diretor de operações de Bauxita e Alumina da Hydro, destacou a relação da banda com aempresa: “O a-ha, como a Hydro é um grupo que se renova também, é um grupo que há 30 anos se renova e têm valores importantes sociais e de meio ambiente”. O grupo é reconhecidamente engajado com temas importantes como reflorestamento, reciclagem e cidadania.

Harket teve a colaboração de crianças do projeto social Caseca, inciativa apoiada pela Hydro no município e que auxilia a aprendizagem de mais de mil crianças e adolescentes. Cada um também plantou asua muda, como a estudante Bruna Duarte, de 13 anos: “Fiquei feliz de participar de uma oportunidade dessa, onde estou contribuindo para o reflorestamento da nossa região”.

Barcarena foi a primeira cidade a receber o show

Na noite de quinta-feira, 1º, a cidade de Barcarena (PA) recebeu o tão aguardado show do a-ha. Durante uma hora e meia o público vibrou ao som de trinta anos de sucessos da banda.

Empregados e convidados lotaram o local do show e aguardaram ansiosos pela banda. “Achei uma oportunidade incrível esta que a Hydro proporcionou de compartilhar com meus colegas de trabalho este momento e uma honra assistir ao show de uma banda internacional como o a-ha”, declarou a assistente de Suprimentos,Talita Menezes.

Magne - No dia 2, antes de deixar o município, o tecladista do a-ha, Magne Furuholmen, realizou uma oficina artística no Horto Botânico da Albras, fábrica de alumínio primário da empresa, com a colaboração de 10 estudantes da rede municipal de ensino que fazem parte do programa Educação pra Gente, desenvolvido pela Hydro Alunorte.

Durante a oficina, Magne ensinou técnicas de gravação de palavras em grandes blocos de argila e deixou as crianças livres para criarem suas próprias esculturas.