Skip to content

Hydro construirá o projeto piloto de tecnologia em Karmoy

Ficou decidido formalmente que a Hydro construirá o planejado projeto piloto em larga escala em Karmoy, na Noruega, para pôr à prova a produção de alumínio primário mais eficiente do mundo em termos de clima e energia. Os custos totais do projeto estão estimados em NOK 4,3 bilhões, dos quais NOK 2,7 bilhões são seus custos líquidos e NOK 1,6 bilhão é apoio a ser recebido da Enova.

Estima-se que o projeto inicie sua produção no segundo semestre de 2017.

“Após vários programas de melhorias bem-sucedidos, o próximo passo para melhorar nossa posição na curva de custos será confiar, cada vez mais, em nossa habilidade de fortalecer nossa posição de líder industrial nas áreas de tecnologia e inovação”, disse o presidente de diretor executivo da Hydro, Svein Richard Brandtzæg. “O projeto piloto de tecnologia em Karmoy tem um papel fundamental na concretização desta ambição, assegurando que o polo de tecnologia norueguês mantenha sua posição de líder global em produção de alumínio sustentável.”

Com o projeto piloto, a Hydro deseja industrializar a tecnologia de eletrólise de alumínio mais eficiente do mundo em se tratando do clima e energia. A ambição é reduzir o consumo de energia em aprox. 15 % por quilo de alumínio produzido em comparação à média mundial, com as emissões de CO2 mais baixas do mundo. Ademais, espera-se que os efeitos secundários desta tecnologia melhorem a produtividade do alumínio primário atual nas linhas de produção existentes, contribuindo para alcançar a ambição da Hydro de um aumento da capacidade anual de 200 mil toneladas até 2025.

A capacidade de produção anual do projeto piloto está planejada para aprox. 75 mil toneladas, divididas em 48 células de tecnologia HAL4e (12,3 kWh/kg) e 12 células de tecnologia HAL4e e Ultra (11,5 – 11,8 kWh/kg). Os custos totais estão estimados em NOK 4,3 bilhões, dos quais NOK 2,7 bilhões de custos líquidos e NOK 1,6 bilhão de apoio a ser recebido da Enova. Os custos do projeto estão ajustados em relação à inflação havia e ao câmbio atual, uma vez que a decisão de investimento foi anunciada em fevereiro de 2015.

Uma solução total de energia na Noruega prevê novos contratos de energia competitivos para o portfólio atual da Hydro e para o projeto piloto em Karmoy, além da decisão final das autoridades norueguesas sobre à propriedade industrial de energia no âmbito do modelo de consolidação atual. Tal decisão permitiria que acionistas minoritários privados em empresas de produção de energia pudessem receber dividendos na forma de energia física, em vez de somente receber dividendos financeiros.

Com exceção dos investimentos feitos no setor de petróleo e gás, o investimento da Hydro em Karmoy é o maior investimento individual da indústria continental norueguesa desde que a Hydro expandiu a fábrica de alumínio em Sunndal em 2002-2004.