Skip to content

Quarto trimestre de 2015: preço do metal em declínio, custos mais baixos e produção recorde no Brasil

Os lucros subjacentes da Hydro antes de juros e impostos caíram para NOK 1,56 bilhão no quarto trimestre, comparados com os NOK 2,21 bilhões do terceiro trimestre do mesmo ano. O declínio observado reflete, em geral, a baixa nos preços do alumínio e alumina e a queda contínua dos preços realizados para os produtos premium, que, em parte, foram compensados pelos efeitos cambiais positivos no período.

  • LAJIR subjacente de NOK 1,56 bilhão para o quarto trimestre e de NOK 9,65 bilhões para o ano de 2015
  • Proposta de dividendo de NOK 1 por ação para 2015
  • Produção trimestral recorde de bauxita e alumina
  • Custos mais baixos, inclusive custos implícitos recordes de alumina
  • Preços da alumina e alumínio all-in realizados mais baixos, preços de energia nos países nórdicos mais altos
  • Decisão de construção do projeto piloto de tecnologia em Karmoy
  • Melhorias equivalentes NOK 800 milhões em toda a cadeia de valor em 2015
  • Perspectiva de 3-4 % de crescimento na demanda de alumínio primário, mercado global razoavelmente equilibrado

“A decisão de construir o projeto piloto de tecnologia em Karmoy foi um passo importante para o alumínio e nossa ambição de sermos um líder industrial de tecnologia e inovação. Estamos investindo para o futuro, desafiando os limites atuais de produtividade e eficiência energética”, disse o presidente e diretor executivo, Svein Richard Brandtzæg.

O LAJIR subjacente para a área de negócios Bauxita & Alumina apresentou queda, comparado com o terceiro trimestre, em virtude especialmente dos preços de alumina indexados e ligados à Bolsa de Londres estarem mais baixos e dos custos de depreciação mais altos, que foram, em parte, compensados por maior volume de vendas e efeitos cambiais positivos, resultantes de a moeda brasileira estar mais fraca. A produção tanto em Paragominas como na Alunorte aumentou, alcançando níveis recordes1) no trimestre.

"Estou muito satisfeito com a produção recorde de bauxita e alumina no Brasil, este recorde representa um passo importante para a área de negócios Bauxita & Alumina, após a conclusão bem-sucedida do programa de melhoria “De B até A” no ano passado”, disse Brandtzæg.

"Dando seguimento a vários projetos de melhoria bem-sucedidos em nossas áreas de negócios, elevamos recentemente nossa ambição a NOK 2,9 bilhões adicionais em melhorias até o final de 2019. Este trabalho de melhoria é crucial para a manutenção de nossa liderança industrial”, afirmou Brandtzæg.

O LAJIR subjacente da Metal Primário apresentou declínio no quarto trimestre, em virtude de produtos premium e de preços realizados mais baixos. Esta queda foi parcialmente compensada pela alta do dólar e a queda dos custos da matéria-prima, com o preço da alumina mais baixo. O volume de vendas foi, de certa forma, sazonalmente menor este trimestre.

O LAJIR subjacente da Mercados de Metal caiu no quarto trimestre, especialmente por causa dos efeitos cambiais negativos.

Comparado com o terceiro trimestre de 2015, o LAJIR subjacente da área de negócios Produtos Laminados resultou menor este trimestre por causa das vendas sazonais mais baixas.

No quarto trimestre, o LAJIR subjacente da área de negócios Energia apresentou alta, em contraste com o baixo nível do trimestre anterior e os impostos imobiliários menores2).

O LAJIR subjacente da empresa Sapa também foi menor neste período, se comparado com os resultados do trimestre anterior, em consequência de uma demanda sazonalmente mais reduzida.

No quarto trimestre, o fluxo de caixa operacional somou NOK 4,3 bilhões, já incluída uma redução de capital de trabalho de NOK 1,7 bilhão. O capital utilizado para atividades de investimentos perfez NOK 2,1 bilhões e a posição de caixa líquido da Hydro aumentou em NOK 1,8 bilhão durante o período, atingindo NOK 5,1 bilhões no final do trimestre. No final de 2014, o endividamento líquido da Hydro era de NOK 0,1 bilhão, o que indica que houve um desenvolvimento positivo de NOK 5,2 bilhões na liquidez da Hydro durante o ano.

Até o final de 2015, os programas líderes mundiais de melhoria da Hydro contribuíram com aproximadamente NOK 4,5 bilhões de melhorias anuais em comparação com o ano de 20113), dos quais por volta de NOK 800 milhões foram realizados em 2015. Para o ano como um todo, o LAJIR subjacente melhorou significativamente, passando de NOK 5,69 bilhões para NOK 9,65 bilhões. Em 2015, as áreas Bauxita & Alumina e Produtos Laminados registraram seu melhor LAJIR, desde que a Hydro se tornou uma empresa integral de alumínio em 2007; ao passo que os resultados subjacentes da Sapa duplicaram, se comparados aos do ano anterior. Os efeitos negativos dos produtos premium e os preços baixos realizados na Bolsa de Londres foram compensados pelos efeitos cambiais positivos do dólar e pelas atividades de melhoria contínua em andamento.

Para o ano de 2015, o Conselho de Administração propõe o pagamento de NOK 1 de dividendo por ação, demonstrando o compromisso da empresa em proporcionar um retorno estável a seus acionistas, ao mesmo tempo em que leva em consideração a situação atual do mercado. O pagamento proposto representa uma relação de distribuição de 100 % para o ano, refletindo também o desempenho operacional da Hydro e sua forte posição financeira em 2015.

Os lucros declarados antes do juros e impostos somaram NOK 725 milhões no quarto trimestre. Além dos fatores mencionados acima, o LAJIR declarado inclui ganhos líquidos não realizados de derivativos e efeitos cambiais negativos de um valor negativo de NOK 139 milhões ao todo. Os lucros declarados também incluem custos de NOK 285 milhões, relacionados ao término do contrato de locação no Vaekeroe Park e perdas líquidas de desinvestimentos de NOK 365 milhões, inclusive perdas de NOK 434 milhões, relacionadas com a venda da fábrica de laminados Slim e lucros de NOK 69 milhões, relacionados com a venda de outros ativos. Ademais, os resultados declarados incluem custos líquidos de NOK 53 milhões na Sapa (cota da Hydro depois de impostos), incluindo NOK 88 milhões referentes à reestruturação, NOK 73 milhões relacionados a ganhos não realizados de derivativos e NOK 38 milhões de perdas cambiais líquidas.

No trimestre anterior, os lucros declarados antes de juros e impostos somam NOK 1,63 bilhão, inclusive perdas líquidas não realizadas com derivativos e efeito negativo do metal de NOK 520 milhões ao todo. Os lucros declarados também incluem custos de NOK 65 milhões na Sapa (cota da Hydro depois dos impostos), incluindo NOK 48 milhões de custos de reestruturação.

A receita líquida foi de NOK 541 milhões no quarto trimestre, com ganhos cambiais líquidos de NOK 48 milhões já incluídos e resultantes de efeitos e flutuações cambiais marginais no período, além de uma redução significativa da dívida interna do grupo em dólares. No trimestre anterior, a receita líquida representou uma perda de NOK 1,34 bilhão, já incluídas perdas cambiais líquidas de NOK 3,20 bilhões, causadas especialmente por perdas cambiais não realizadas de dívida em dólar, em particular no Brasil, e derivativos em contratos de energia em euros.

Para o ano de 2015 como um todo, os lucros declarados antes de juros e impostos somam NOK 8,25 bilhões, incluindo ganhos líquidos não realizados de derivativos e efeitos negativos do metal um total de NOK 454 milhões negativos. Os lucros declarados também incluem custos de NOK 285 milhões, relativos ao término do contrato de locação no Vaekeroe Park e outros efeitos positivos que somam um total de NOK 37 milhões. Os resultados incluem, ainda, custos líquidos de NOK 331 milhões na Sapa (cota da Hydro depois dos impostos), inclusive NOK 256 milhões relacionados com custos de restruturação, NOK 66 milhões relacionados com perdas não realizadas de derivativos, perdas cambiais líquidas de NOK 23 milhões e outros efeitos positivos de NOK 14 milhões.

No ano anterior, os lucros declarados antes de juros e impostos somaram NOK 5,67 bilhões, já incluídos ganhos líquidos não realizados de derivativos e efeitos positivos do metal de NOK 729 milhões ao todo. Ademais, os lucros declarados incluíam custos de depreciação de NOK 207 milhões, custos líquidos de NOK 512 milhões na Sapa, ligados sobretudo às atividades de reestruturação e depreciação de ativos fixos na China (cota da Hydro de NOK 250 milhões) e outros itens, que somaram um custo líquido de NOK 28 milhões.

Em 2015, a receita líquida da empresa perfez um total de NOK 2,33 bilhões, com uma perda cambial líquida de NOK 4,39 milhões incluída. A perda cambial líquida em 2015 foi, em grande parte, uma combinação de perdas líquidas de dívidas em dólar no Brasil e derivativos em contratos de energia em euro. A perda cambial líquida também inclui perdas não realizadas em dólar na Noruega. No ano anterior, a receita líquida foi de NOK 1,22 bilhão, inclusive perdas cambiais líquidas de NOK 3,16 bilhões. Em 2014, a perda cambial também foi representada por perdas não realizadas de derivativos em contratos de energia em euro.

Observações:

1)    Desde que a Hydro adquiriu os negócios de alumínio da Vale em 2011.

2)    A partir de 2015, o imposto imobiliário é cobrado no período em que se torna uma obrigação de pagamento incondicional que, na Noruega, é quando é faturado. Essa nova realidade leva a variações periódicas dentro do período anual, mas não afetam o seu nível de imposto geral.

3)    Exceto pelo programa “300 Dólares” da Metal Primário, que é comparado aos níveis de 2009.