Skip to content

Alumínio faz ondas no Centro Aquático de Londres

Um exemplo famoso da arquitetura moderna usando alumínio é o Centro Aquático de Londres, construído para as competições de natação dos Jogos Olímpicos de 2012, na capital britânica.

Como o conceito visual do Centro Aquático de Londres foi inspirado na ideia da água em movimento, não havia solução melhor que usar alumínio para seu teto leve e curvado e seus painéis de parede com fendas.

E por que o alumínio é perfeito para a arquitetura moderna? Porque é versátil, duradouro, leve e maleável.

As plantas da Hydro em Holmestrand e Karmoy, na Noruega, forneceram 110 toneladas de alumínio para a superfície do teto e a estrutura do centro.

O Centro Aquático de Londres, no entanto, não se destaca apenas pela sua arquitetura peculiar. Hoje, o centro é um enérgico e acessível ponto de encontro para toda a comunidade e, anualmente, aproximadamente oitocentas mil pessoas desfrutam do centro com suas famílias e amigos.

A solução

Suspenso sobre três plataformas de concreto, o teto de 12 mil metros quadrados é uma vez e meia maior que o campo de futebol do estádio Wembley. Seus 80 metros de largura abrigam painéis individuais de até 160 metros de comprimento. O centro inclui duas piscinas de 50 metros e um tanque de mergulho de 25 metros, o qual contém mais de 10 milhões de litros de água cercados por 180 mil azulejos.

A Hydro também forneceu 40 toneladas de bobinas 3005 de liga stucco 3005 em H 27 temperado para a superfície do teto, trazidas da planta de Holmestrand, e, para a estrutura do centro, 70 toneladas de bobinas 3003 H16 da planta de laminação em Karmoy.