Skip to content

Alunorte continua trabalhando com as autoridades para suspensão dos embargos restantes

A Alunorte continua trabalhando com as autoridades para retomada das atividades de seu depósito de resíduos sólidos de bauxita, o DRS2, e voltar às operações normais.

Na quarta-feira, 7 de novembro de 2018, a 9ª Vara Federal de Belém declarou sua competência e ratificou a decisão anterior do Tribunal de Justiça do Estado do Pará sobre o embargo, a fim de processar e julgar o caso.

A empresa cumpre devidamente os compromissos firmados no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado com o Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) e o Governo do Estado do Pará, representado pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado do Pará (SEMAS).

Auditorias internas e externas, incluindo diversas inspeções de autoridades competentes, confirmaram que não houve transbordamento dos depósitos de resíduos de bauxita da Alunorte ou descartes prejudiciais durante os eventos das chuvas de fevereiro.

Recommended for you