Skip to content

Atendimento a pessoas mapeadas para receber cartão-alimentação em Barcarena inicia em maio

É a segunda fase de atendimento para benefício previsto em Termo de Ajustamento de Conduta. Público é formado por pessoas que receberam cartas com orientações sobre datas, horários e locais para entrega dos documentos necessários

Atendimento aos moradores da Comunidade Bom Futuro, em Barcarena
Atendimento aos moradores da Comunidade Bom Futuro, em Barcarena

Nesta quarta-feira, 1/5, inicia a segunda fase de atendimento às pessoas que comprovarem residência na região da bacia do Murucupi em Barcarena (PA), em fevereiro de 2018. A comprovação habilitará os moradores previamente mapeados a receberem o benefício social temporário, mais conhecido como cartão-alimentação, conforme estabelecido no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado pela Hydro, Alunorte, Governo do Pará e Ministérios Público Estadual do Pará (MPPA) e Público Federal (MPF), em setembro de 2018.

Nesta segunda etapa, que segue até 20/5, serão aceitos como comprovante de residência 18 tipos de documentos (ver lista de documentos), com datas entre setembro de 2017 a março de 2018.

Os moradores mapeados foram informados previamente por carta sobre os dois pontos fixos para entrega da documentação, ambos localizados na Vila dos Cabanos, sempre com horário de funcionamento das 8h às 19 horas. A informação foi repassada de casa em casa, pelas equipes da Práxis, empresa com cerca de 30 anos no mercado e que é parceira da Alunorte desde a primeira fase.

Mais de 8 mil cartas com as informações sobre o processo e locais de atendimento foram entregues em mãos e aproximadamente quatro mil foram deixadas nas caixas de correspondências dos moradores mapeados. Apenas 6% do total de 13 mil cartas previstas para serem entregues nesta segunda etapa foram devolvidas por motivos como recusa, casas abandonadas ou terrenos sem construção.

Quem não recebeu as cartas deverá ir a pontos de atendimento nas comunidades

Quem, eventualmente, não recebeu a carta também já foi mapeado com o apoio das lideranças comunitárias. Para essas pessoas foi estabelecido um calendário de entrega da documentação em pontos diferentes, que funcionarão dentro das comunidades, conforme calendário disponível aqui.

Sobre a segunda fase - Fazem parte do processo de atendimento desta segunda fase, pessoas mapeadas previamente que ainda não receberam o cartão-alimentação, seja por inconsistências em relação a documentos, por se recusarem a participar da primeira fase, ou por estarem ausentes quando as equipes passaram em seus imóveis.

Na primeira fase foram entregues 4.710 cartões-alimentação para as unidades familiares pesquisadas e consideradas aptas a receber o benefício.

A Alunorte segue empenhada em assegurar que todas as unidades familiares mapeadas previamente na pesquisa tenham acesso ao cartão-alimentação e consigam atender os critérios estabelecidos no TAC.

Contatos

Elena Brito Pantoja

Elena Brito Pantoja

Communication and Public Affairs Senior Manager