Skip to content

Quarto trimestre de 2019: Desempenho firme em meio a fracos mercados

O lucro da Hydro antes de juros e impostos foi de NOK 560 milhões no quarto trimestre de 2019, revelando uma leve alta em relação ao mesmo período em 2018, de NOK 534 milhões. A alta se deve em especial a efeitos positivos gerados pelo aumento da produção no Brasil, queda do custo de matérias-primas e efeitos cambiais positivos, os quais foram, em grande parte, afetados pela queda do preço realizado da alumina e do alumínio.

Workers at energy plant in Rjukan, Norway
  • EBIT ajustado de NOK 560 milhões
  • Mercados difíceis impactam os resultados
  • Economia de NOK 1 bilhão em programa de melhorias em 2019, superando a meta de NOK 0,5 bilhão para o ano.
  • Liberação de recursos em 2019
  • Venda de produtos de baixo carbono em alta
  • Dividendo de NOK 1,25 por ação

“Tomamos medidas firmes para incrementar a lucratividade em meio a um mercado fraco. Nosso programa de melhorias está à frente do planejado. Nossos esforços de melhorias continuaram ativamente, de acordo com nossa agenda de incrementar a lucratividade e promover sustentabilidade”, disse a presidente e CEO da Hydro, Hilde Merete Aasheim.

  • “O aumento da demanda de produtos e soluções de baixo carbono é uma tendência encorajadora e estamos bem preparados para um futuro de baixo carbono.  Desde o lançamento do produto CIRCAL há um ano, já assinamos 60 novos projetos de construção de baixo carbono em todo o mundo”, afirmou Aasheim.

    O EBIT ajustado da área de negócios Bauxita & Alumina apresentou queda, comparado com o do período anterior, passando de NOK 493 milhões no quarto trimestre de 2018 para NOK 75 milhões negativos no quarto trimestre de 2019. Os resultados foram afetados pela baixa dos preços de venda realizados para a alumina, mas parcialmente compensados pelos efeitos cambiais positivos e pelo aumento de produção após o embargo ter sido revogado em 20.05.19.

    A área Metal Primário passou de um EBIT ajustado de NOK 677 milhões negativos no quarto trimestre de 2018 para NOK 155 milhões positivos no mesmo trimestre em 2019, graças, em grande parte, ao custo mais baixo de matérias-primas, efeitos de câmbio positivos – ainda que estes tivessem sido parcialmente afetados pela baixa de preços do metal all-in.

    A Mercados de Metal, por sua vez, sofreu queda de NOK 275 milhões no quarto trimestre de 2018 para NOK 132 milhões no quarto trimestre de 2019, em virtude de fracos resultados nas refusoras e efeitos cambiais negativos.

    O EBIT ajustado da área de negócios Produtos Laminados teve alta no quarto trimestre de 2019, em comparação ao quarto trimestre de 2018, aumentando de NOK 113 milhões negativos para NOK 34 milhões positivos. O resultado das laminadoras demonstra-se estável. Os resultados da refusora Neuss tiveram alta em decorrência da queda do custo de matérias-primas e indenização recebida, ainda que estes tivessem sido parcialmente afetados pelos preços do metal all-in mais baixos.

    O EBIT da área de negócios Soluções em Extrudados teve queda, se comparado com o mesmo trimestre em 2018, que passou de NOK 202 milhões no quarto trimestre de 2018 para NOK 85 milhões no mesmo trimestre em 2019. Todas as unidades de negócios também apresentaram queda em seus resultados, grandemente pelo declínio do mercado e, consequentemente, de volumes; porém, margens mais altas compensaram em parte esta queda. Os resultados também foram impactados positivamente por seguro de NOK 187 milhões recebido pelo ataque cibernético ocorrido em março de 2019.

    O EBIT ajustado da área de negócios Energia foi significativamente mais baixo, de NOK 500 milhões no quarto trimestre de 2018 para NOK 296 milhões no mesmo trimestre em 2019. Causada pela baixa de produção e, em parte, pelos preços mais baixos, a queda foi parcialmente compensada por melhores resultados comerciais.

    O EBIT ajustado da Hydro para 2019 foi de NOK 3,359 bilhões, em comparação aos seus NOK 9,069 bilhões em 2018. A queda dos resultados reflete o preço da alumina e do alumínio, que foram realizados por valores mais baixos, mas também os efeitos compensatórios e positivos do aumento da produção no Brasil, do custo de matérias-primas mais baixo e de efeitos cambiais favoráveis.

    Em 26.09.19, a justiça federal do Pará, em Belém, revogou totalmente o embargo na nova área da Alunorte para o depósito de resíduos de bauxita (DRS2), permitindo que a Alunorte retomasse suas atividades de instalação e comissionamento na DRS2, após 19 meses de embargo que restringiram as atividades da planta. A Alunorte, com uma capacidade anual de produção de 6,3 milhões de toneladas, alcançou 90% de utilização de sua capacidade no quarto trimestre de 2019. O comissionamento de um filtro prensa começou em novembro e, com nove filtros prensas operando integralmente, esperamos que a capacidade de utilização seja de 100% até o final de 2020.

    O ataque cibernético contra a Hydro em 19.03.19, afetou toda a organização global, tendo a Soluções em Extrudados sofrido os desafios operacionais mais significativos e as perdas financeiras mais substanciais. O impacto financeiro causado pelo ataque está estimado em NOK 650-750 milhões para o ano inteiro. Felizmente, a Hydro conta com um robusto seguro contra-ataques cibernéticos, junto a seguradoras reconhecidas. No quarto trimestre de 2019, a Hydro escriturou NOK 187 milhões de indenização, sua maior parte sendo refletida nos resultados da Soluções em Extrudados. Outras indenizações serão escrituradas quando julgadas certas na prática.

    Como apresentado no Dia do Investidor da Hydro, foram lançados novos programas de melhorias em toda a companhia, representando um EBIT de NOK 7,3 bilhões em melhorias até 2023, tendo o ano de 2018 como ponto de partida. As melhorias incluem a reversão da redução de produção no Brasil, com um efeito de NOK 2,7 bilhões. Até o final do quarto trimestre, o programa já tinha alcançado NOK 1 bilhão em melhorias, NOK 0,5 bilhão a mais da meta planejada para 2019.

    A posição de dívida líquida da Hydro decresceu de NOK 14,5 bilhões para NOK 11,8 bilhões até o final do trimestre. O caixa líquido da companhia para atividades operacionais somou NOK 5,7 bilhões. O caixa líquido para atividades de investimentos, excluindo investimentos em curto prazo, totalizou NOK 2,9 bilhões.

    Para o ano de 2019, o Conselho de Administração propôs que o dividendo seja de NOK 1,25 por ação, refletindo a robusta situação financeira da Hydro e levando em consideração a volatilidade da indústria do alumínio e os desafios enfrentados durante o ano. A proposta de pagamento demonstra o empenho da companhia em oferecer retorno competitivo aos seus acionistas. A política de dividendos da Hydro conta com um índice de pagamento de 40% da receita líquida reportada em todo o ciclo, sendo o valor de NOK 1,25 considerado um piso de dividendos. A média do índice de pagamento em um período de cinco anos é de 68%.

    O EBIT reportado da Hydro somou NOK 399 milhões negativos no quarto trimestre de 2019, comparado com os NOK 178 milhões positivos do quarto trimestre de 2018.

    Para o ano acumulado, o EBIT reportado da Hydro atingiu NOK 499 milhões, comparado com os seus NOK 8,522 bilhões em 2018.

    Além dos tópicos apresentados acima, os lucros antes de juros e impostos (EBIT) reportado e a receita líquida incluem os efeitos descritos no relatório trimestral anexo. Os itens excluídos do EBIT ajustado e da receita/perda líquida estão definidos e descritos na seção de medidas alternativas de desempenho (APM) no relatório trimestral

Contatos

Stian Hasle

Stian Hasle

Head of Investor Relations

olena lepikhina

Olena Lepikhina

Investor Relations Officer

halvor molland

Halvor Molland

Senior vice president, Media Relations