Skip to content

Hydro investe em pesquisa meteorológica em Paragominas para aperfeiçoar o seu balanço hídrico

Estudo meteorológico e climatológico faz parte do convênio com a UFPA e terá duração de três anos

161121_Hydro Paragominas_estudos meteorológicos.jpg
O estudo tem o objetivo de tornar ainda mais eficiente o reaproveitamento de água da chuva na unidade

A Hydro está investindo em uma pesquisa meteorológica e climatológica com a Universidade Federal do Pará (UFPA) para aperfeiçoar a gestão dos recursos hídricos da sua mina de bauxita em Paragominas. Com um investimento de cerca de R$ 200 mil e duração de três anos, o projeto irá contribuir para a empresa conhecer a sazonalidade das chuvas e o impacto de fenômenos globais; ter prognósticos diários, mensais e anuais do volume pluviométrico e conhecer a probabilidade de ocorrência de seca severa nos próximos anos. O estudo faz parte do convênio entre a Hydro e UFPA para desenvolvimento de pesquisas em diferentes áreas e tem o objetivo de tornar ainda mais eficiente o reaproveitamento de água da chuva na unidade.

“Estamos sempre buscando melhorar nossas operações em todos os aspectos. O desenvolvimento deste projeto é mais um exemplo deste compromisso com a sustentabilidade por meio da inovação. Os resultados deste estudo nos ajudarão a definir estratégias, principalmente no reaproveitamento de água da mina. É a ciência trabalhando a favor de novos processos e melhorias operacionais”, afirma Evilmar Fonseca, diretor industrial da Mineração Paragominas.

A mina de bauxita vem aumentando anualmente o percentual de água reaproveitada em suas operações. Em 2020, esse indicador chegou a 83,3%, o maior índice da história. A expectativa para 2021, é que o reaproveitamento de água supere os 80% novamente. Estes números têm sido alcançados por meio de um rígido controle operacional e melhorias no gerenciamento hídrico dos sistemas de abastecimento de água da Mineração Paragominas. Em abril do ano passado, foi criado um Comitê Permanente de Gestão de Recursos Hídricos, o que permitiu o aprimoramento das estratégias e controle das variáveis do balanço hídrico da unidade.

A Mineração Paragominas utiliza práticas sustentáveis de redução do uso de recursos hídricos naturais em sua planta industrial. Isso é feito através de equipamentos adequados, chamados de espessadores, estruturas de clarificação da água do rejeito e otimização do aproveitamento de água de chuva. Todo esse volume é aproveitado no processo e o saldo remanescente é captado através do igarapé Parariquara, que faz parte da bacia do rio Guamá, corpo hídrico mais próximo da área da mina.

Convênio já conta com outras quatro pesquisas

A Hydro já anunciou quatro projetos de pesquisa com a UFPA, nas áreas de utilização de resíduos e rejeitos e na produção de energia solar. O investimento em pesquisas faz parte da estratégia de sustentabilidade da Hydro. Em 2020, a companhia anunciou duas pesquisas que já estão em andamento, sendo a produção de cimento e de agregado sintético, ambas com o resíduo oriundo do refino da bauxita, o qual é gerado na Alunorte, que fica em Barcarena.  Nesse ano, foi anunciada outra pesquisa, que irá estudar a viabilidade do uso do rejeito do minério da mina de bauxita da Hydro para a produção de telhas, tijolos, materiais refratários, cimento de baixo carbono e até um plástico biodegradável. Também foi anunciada uma pesquisa sobre o uso de placas solares na sua mina de bauxita em Paragominas (PA). A universidade irá realizar testes com um sistema fotovoltaico flutuante no reservatório de água da Mineração Paragominas.

Os quatro projetos integram o convênio de cooperação técnica e científica entre a Hydro e a Universidade, iniciado em 2019, para a realização de diversas linhas de pesquisa, que possibilitem consolidar o desenvolvimento do estado do Pará.

In Press Porter Novelli

External Press Officer

Recommended for you