Skip to content

Prevenção à COVID-19 prorroga suspensão temporária da terceira fase de verificação do cartão-alimentação

Em comum acordo, Ministério Público, SEMAS e Alunorte prorrogam a suspensão das atividades de confirmação dos endereços para verificação de elegibilidade do cartão-alimentação em virtude da Covid-19

Desde o início do cenário de pandemia da Covid-19, em razão das medidas de prevenção e combate à proliferação do novo coronavírus, o Ministério Público, SEMAS e Alunorte, em comum acordo, decidiram suspender temporariamente os trabalhos de verificação em campo de residências de aproximadamente quatro mil famílias.

O cenário tem sido periodicamente avaliado. Nas discussões sobre o tema, definiu-se que a avaliação sobre o melhor momento para retomada das atividades será feita mês a mês.

Verificação terá de ser feita de casa em casa

Para que seja possível avaliar e identificar famílias potencialmente elegíveis para a terceira fase dos cartões-alimentação, é necessária a verificação no local, com visita porta a porta, realização de conversas com os moradores, pesquisa e análise de documentação, que será executado pela empresa contratada Praxis.

As famílias que terão os endereços verificados solicitaram acesso ao benefício temporário do cartão-alimentação por meio do comparecimento e entrega de documentação em pontos móveis de cadastramento.

A Alunorte já pagou o valor referente ao cartão-alimentação para mais de 15 mil famílias, em duas etapas, realizadas em 2018 e 2019. A ação é parte do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado em setembro de 2018 pela Alunorte e Hydro com o Ministério Público Federal, o Ministério Público do Estado do Pará e o Governo do Estado.

Recommended for you