Skip to content

Segundo trimestre de 2022: distribuição de dividendos e resultados recordes, mas mercados incertos

O EBIT ajustado da Hydro no segundo trimestre de 2022 atingiu NOK 11,594 milhões, comparado com a cifra de NOK 6,598 milhões no mesmo trimestre do ano passado, o que resultou em um retorno de investimento ajustado contínuo em 12 meses de 27 %. A Alumínio Metal e a Extrudados geraram os resultados trimestrais mais robustos já registrados.

Hydro employee at the Karmøy primary aluminium plant in Norway. (Photo: Halvor Molland/Hydro)
  • Mercados mais fortes no segundo trimestre, aumento das incertezas daqui para a frente
  • Resultados recordes, programa de melhorias de acordo com o planejado
  • Grande impulso nas vendas de produtos verdes e projetos de crescimento em reciclagem
  • Importante contribuição no roteiro de descarbonização
  • Atualização da estrutura de capital, proposta de pagamento adicional de dividendos aos acionistas

Preços do metal all-in e alumina realizados mais altos, maiores margens na área de negócios Extrudados e efeitos cambiais contribuíram de maneira positiva nos ganhos, mas foram parcialmente neutralizados por custos fixos e custos de matérias primas mais altos nos segmentos upstream.

“É uma satisfação constatar mais um trimestre recorde para a Hydro. Os resultados se devem à robustez atual dos mercados, à procura continuada de nossos produtos de alumínio mais verdes e ao nosso ambicioso programa de melhorias 2025, que mantém sua trajetória”, explica a presidente e CEO da Hydro, Hilde Merete Aasheim.

“Tenho orgulho da dedicação da nossa organização, que conseguiu demonstrar um desempenho notável e bom progresso na nossa estratégia 2025. Também é uma satisfação contar com um balanço sólido, que nos permite distribuir maiores dividendos aos nossos acionistas. Após um exame da estrutura de capital e das metas da Hydro, o Conselho de Administração propôs um pagamento extraordinário de dividendos aos acionistas, consistindo de NOK 3 bilhões adicionais em dividendos em dinheiro, além da criação de um programa de recompra de ações de até NOK 2 bilhões,” explica Aasheim.

Em comparação com o primeiro trimestre, o EBIDTA ajustado da Hydro aumentou de NOK 11,165 milhões para NOK 11,594 milhões no segundo trimestre de 2022. Os preços do metal all-in e da alumina realizados mais altos e os efeitos cambiais positivos foram parcialmente afetados pelos custos mais altos das matérias-primas e pelos volumes de produção mais baixos na área de negócios Energia.

“Daqui para a frente, veremos maiores incertezas nos mercados, com preços de energia mais altos e uma maior debilidade nos mercados dos produtos de alumínio. Continuamos a implementar iniciativas de apoio à nossa estratégia 2025 no âmbito do alumínio com baixo teor de carbono e energia renovável. Neste trimestre, nos dedicamos aos projetos de crescimento estratégico no setor de reciclagem para atender a procura cada vez maior de nossos clientes por alumínio com baixo teor de carbono, e registramos progressos no nosso roteiro de descarbonização”, explica Aasheim.

A guerra na Ucrânia afetou as previsões de crescimento para o segundo trimestre e para 2022, deixando a Europa particularmente exposta a consequências de natureza econômica e social. A escassez na cadeia produtiva, os altos preços de energia, e as preocupações em torno do aumento da inflação e dos juros continuam a aumentar as incertezas. A Hydro está diante de uma nova realidade e as mudanças estão ocorrendo a um ritmo mais rápido que antes.

Apesar dos preços obtidos pelo alumínio e dos robustos resultados do segundo trimestre de 2022, o preço do alumínio no horizonte de três meses caiu durante o trimestre devido ao temor de uma recessão e à baixa demanda na China, que levaram a uma drástica queda nos preços dos metais de base. O panorama de certa capacidade de produção de alumínio continua incerta, à medida que os altos preços da energia em nível mundial pressionam as margens das fundições, o que leva os fabricantes na Europa e nos Estados Unidos a reduzir parte da sua produção. 

Os preços da energia nos países nórdicos aumentaram de maneira significativa, em comparação com o mesmo trimestre no ano passado, e se encontram relativamente estáveis em comparação com o trimestre anterior. Os preços de energia no sul da Noruega (regiões NO1, NO2, NO5) aumentaram, impulsionados pelas condições hidrológicas desfavoráveis e pela exposição aos mercados energéticos do continente europeu. Os preços de energia no continente aumentaram ainda mais em consequência do aumento do preço do gás e do carvão, impulsionado pelas preocupações em torno da segurança energética no inverno. No sudoeste da Noruega (NO2), os reservatórios exibiam apenas 46 por cento do seu nível máximo, 24 por cento abaixo do nível normal. Statnet, a operadora do sistema de transmissão da Noruega, indicou que a segurança energética na Noruega poderá ser fonte de preocupação para o país no final do ano. 

Nestes mercados voláteis, a Hydro continua a enfrentar os desafios e a reduzir os riscos, sem descuidar o posicionamento da empresa segundo sua estratégia Hydro 2025. A empresa vem aproveitando oportunidades para reforçar sua posição no mercado de alumínio com baixo teor de carbono e para amadurecer e crescer em termos de novas fontes de energia, em um mercado que sente, cada vez mais, a escassez de energia renovável. Paralelamente, a Hydro continua a envidar esforços para assegurar solidez em toda sua cadeia de valor, concentrando-se na redução de custos e na melhoria da sua excelência operacional. O programa de melhorias 2025 da Hydro deverá alcançar a sua meta de NOK 7,0 bilhões para o ano de 2022. 

O alumínio mais verde e com uma pegada de carbono reduzida é considerado o potenciador da transição verde e, no segundo trimestre, a Hydro continuou a registrar um aumento da demanda por produtos mais verdes, como o Hydro CIRCAL e o Hydro REDUXA. No segundo trimestre de 2022, as vendas superaram em 89 por cento as vendas no mesmo período do ano passado, o que ajudou a Hydro a manter a sua ambição de duplicar as vendas de produtos mais verdes até 2025.

A Hydro também registrou progressos na área de reciclagem. Em julho, foi dado início à expansão da planta de reciclagem de alumínio em Rackwitz, na Alemanha, o que permitirá uma produção de 25.000 toneladas anuais de HyForge e o aumento de sua capacidade de reciclagem de refugo pós consumo (PCS). Além disso, a Hydro decidiu reformar e relançar as atividades de fundição de ligas em Årdal, na Noruega, com o intuito de aumentar a capacidade de reciclagem de refugo pós consumo em 25.000 toneladas anuais. Os dois projetos de investimento sustentam a ambição da Hydro de duplicar o volume de reciclagem de PCS até 2025.

Um passo importante nas ambições de reciclagem da Hydro poderia ser a conclusão do processo de aquisição da empresa de reciclagem polonesa, Alumetal S.A. Depois de aberta a licitação para os 100 por cento das ações da empresa, no início do segundo trimestre, a Hydro anunciou, em julho, que prorrogaria o período de subscrição até 10 de outubro de 2022, para oferecer as informações adicionais solicitadas pela Comissão Europeia.

No segundo trimestre, a área de negócios Hydro Extrusions da Hydro decidiu investir NOK 300 milhões em uma nova prensa de extrusão em Tønder, Dinamarca. A prensa de 12 polegadas deverá ser destinada ao mercado automotivo e de veículos elétricos. Os clientes da área automotiva continuam ambiciosos em termos de descarbonização, e o alumínio de baixo teor de carbono e o alumínio reciclado da Hydro deverão ajudar tais empresas a alcançar as metas de emissão do Âmbito 3.

No Dia dos Mercados de Capital em dezembro de 2021, a Hydro anunciou uma nova ambição em termos climáticos, confirmando a meta de reduzir em 30 por cento suas emissões de carbono até 2030, e formulou novas ambições de se tornar neutra em termos de emissões de carbono nos Âmbitos 1 e 2 até, no máximo, 2050. Um elemento importante para que se possam atingir as ambições é a descarbonização da refinaria de alumina Alunorte, no Brasil, onde a substituição do combustível pesado fóssil pelo gás natural está progredindo de acordo com os planos.

No segundo trimestre, a Hydro Rein anunciou dois novos projetos de fontes de energia renováveis no Brasil, que deverão suprir as necessidades das operações de produção de bauxita e alumina com energia renovável para as caldeiras elétricas existentes e planejadas, em apoio aos esforços de descarbonização da Alunorte. A Hydro Rein e o grupo de investimento verde da empresa de Gestão de Ativos Macquarie celebraram acordos para a criação de um empreendimento conjunto para a construção e operação de Feijão, um projeto que combina energia eólica e solar de 586 MW no Nordeste do Brasil. A Hydro Rein, aliada à Equinor e a Scatec, também iniciou a construção do projeto de energia solar Mendubim de 531 MW no Brasil.

Feijão e Mendubim são ambos projetos importantes para que a Hydro possa cumprir a sua meta de redução de 30 por cento de CO2 até 2030, e também para desenvolver a Hydro Rein para o planejado aumento de capital no segundo semestre de 2022. Diante das incertezas no mercado de capitais, estão sendo consideradas alternativas à oferta pública proposta inicialmente para captação de recursos para continuidade do seu crescimento.

A transição para uma sociedade de baixo teor de carbono também oferece oportunidades para as novas áreas energéticas da Hydro. Em maio, o empreendimento conjunto em partes iguais entre a Hydro e empresa Northvolt, o Hydrovolt, iniciou as operações de seu projeto piloto de reciclagem de baterias em escala industrial na Noruega. Paralelamente, no segundo semestre de 2022, a Hydrovolt deverá dar passos para desenvolver a produção na Europa, a fim de atender a crescente procura.

Um dos pilares da estratégia 2025 da Hydro, o quadro financeiro e a agenda de lucratividade e sustentabilidade da empresa continuam a orientar a alocação de capitais. A Hydro continua firme no seu propósito de manter o seu grau de investimento e pretende manter a sua dívida líquida ajustada abaixo de 2 vezes o EBITDA ajustado durante todo o ciclo.

Após um exame da estrutura de capitais e das metas da empresa, a Hydro atualizou a sua estrutura de capital em termos de metas, com o objetivo de manter a dívida líquida ajustada de aprox. NOK 25 bilhões acima do ciclo. Sendo assim, o Conselho de Administração propôs um pagamento excepcional de dividendos aos acionistas para 2021. A distribuição de dividendos será de NOK 3 bilhões adicionais em dinheiro, além da criação de um programa de recompra de ações de até NOK 2 bilhões, nos próximos 12 meses. O pagamento aos acionistas dependerá da aprovação de uma assembleia geral extraordinária.

A Hydro está comprometida a criar vantagem em termos do custo de capital com base na sustentabilidade das suas operações e, no segundo trimestre, lançou um quadro de financiamento verde e sustentável, que inclui o parecer de uma terceira instituição, o Centro Internacional de Pesquisa Climática e Ambiental (CICERO). O plano da Hydro recebeu a classificacão verde médio da CICERO, ou seja, a segunda melhor classificação depois do verde escuro, algo que pode ser utilizado para determinar a sustentabilidade associada a produtos de financiamento, no futuro.

O EBITDA ajustado para o primeiro semestre de 2022 aumentou em comparação com o mesmo período do ano passado. Os preços do metal all-in e alumina realizados mais altos, os resultados recordes da área de negócios Extrusions e os efeitos cambiais positivos foram parcialmente afetados pela alta dos custos fixos e dos custos das matérias-primas nos segmentos upstream.

Os lucros líquidos das atividades continuadas totalizaram NOK 11,136 milhões no segundo trimestre e incluíram uma perda cambial líquida de NOK 1,129 milhões, uma perda de rendimento não realizado de NOK 988 milhões por perda de contratos de energia e matérias-primas e um lucro não realizado de NOK 6,697 milhões associado a contratos junto à Bolsa de Valores de Londres. 

A posição líquida de caixa da Hydro foi reduzida, passando de NOK 5,1 bilhões de caixa líquido a NOK 1,7 bilhão de dívida líquida no final do trimestre. O caixa líquido resultante das atividades operacionais, excluindo mudanças em contratos colaterais de curto e longo prazos e aquisições de fundos do mercado monetário totalizou NOK 6,4 bilhões. O caixa líquido destinado a atividades de investimento, excluindo os investimentos de curto prazo, totalizou NOK 2,0 bilhões. O total dos dividendos pagos foi de NOK 11,1 bilhões.

A dívida líquida ajustada caiu de NOK 7,7 bilhões para NOK 6,3 bilhões, em grande parte graças à redução das exigências de contratos colaterais parcialmente neutralizadas pela redução da posição líquida de caixa. As exigências de colateral totalizaram NOK 1.7 bilhão no final do trimestre, principalmente as relacionadas com posições de cobertura operacionais e estratégicas.

Diante da grande oscilação das taxas cambiais, a Hydro atualizou a sua orientação anual de  capex líquido para 2022 em aprox. NOK 12,5 bilhões, o que inclui capex transferido do orçamento de 2021.

A Hydro contava com NOK 24,5 bilhões em caixa e equivalentes de caixa no final do trimestre. Os instrumentos de crédito rotativo no total de USD 1,6 bilhão e de USD 1,3 bilhão estavam disponíveis na sua totalidade no final do trimestre.

Além dos fatores acima expostos, os lucros reportados antes dos itens financeiros e impostos (EBIT) e as receitas líquidas incluem os efeitos divulgados no relatório trimestral. Ajustes ao EBITDA, ao EBIT e à receita ou perda líquida são definidos e descritos na seção de métricas alternativas de desempenho (APM) no relatório trimestral.


In addition to the factors discussed above, reported earnings before financial items and tax (EBIT) and net income include effects that are disclosed in the quarterly report. Adjustments to EBITDA, EBIT and net income (loss) are defined and described as part of the alternative performance measures (APM) section in the quarterly report.

The information is such that Hydro is required to disclose in accordance with the EU Market Abuse Regulation. The information was submitted for publication from Hydro Investor Relations and the contact persons set out above.

Cautionary note

Certain statements included in this announcement contain forward-looking information, including, without limitation, information relating to (a) forecasts, projections and estimates, (b) statements of Hydro management concerning plans, objectives and strategies, such as planned expansions, investments, divestments, curtailments or other projects, (c) targeted production volumes and costs, capacities or rates, start-up costs, cost reductions and profit objectives, (d) various expectations about future developments in Hydro's markets, particularly prices, supply and demand and  competition, (e) results of operations, (f) margins, (g) growth rates, (h) risk management, and (i) qualified statements such as "expected", "scheduled", "targeted", "planned", "proposed", "intended" or similar.

Although we believe that the expectations reflected in such forward-looking statements are reasonable, these forward-looking statements are based on a number of assumptions and forecasts that, by their nature, involve risk and uncertainty. Various factors could cause our actual results to differ materially from those projected in a forward-looking statement or affect the extent to which a particular projection is realized. Factors that could cause these differences include, but are not limited to: our continued ability to reposition and restructure our upstream and downstream businesses; changes in availability and cost of energy and raw materials; global supply and demand for aluminium and aluminium products; world economic growth, including rates of inflation and industrial production; changes in the relative value of currencies and the value of commodity contracts; trends in Hydro's key markets and competition; and legislative, regulatory and political factors.

No assurance can be given that such expectations will prove to have been correct. Hydro disclaims any obligation to update or revise any forward-looking statements, whether as a result of new information, future events or otherwise.

Contatos

Line Haugetraa

Line Haugetraa

Head of Investor Relations

halvor molland

Halvor Molland

Senior vice president, Group Communication

Recommended for you