Skip to content

Albras inicia corte de 50% em sua produção de alumínio

A diretoria da Albras decidiu cortar 50% da produção da planta de alumínio, o que corresponde a 230 mil toneladas, com base na produção anual. O corte foi necessário devido à redução de produção imposta à Alunorte, que impossibilita o fornecimento de mais de 50% da alumina que a Albras precisa.

A decisão foi tomada hoje, 10 de abril, e o processo de redução da produção terá início em breve, uma vez que toda a alumina da Albras é fornecida pela Alunorte.

A Albras tem como objetivo reiniciar sua produção tão logo a Alunorte retome sua produção total.

“Nossa preocupação principal são os empregados da Albras, bem como nossos clientes, que serão afetados pela decisão. Manteremos diálogo com os sindicatos para avaliar qualquer impacto para os empregados”, disse o presidente do conselho da Albras, Einar Glommes.

A Albras está situada no município de Barcarena, no estado do Pará, próxima à refinaria de alumina Alunorte. A capacidade da planta é de 460 mil toneladas de alumínio primário por ano. A Hydro é proprietária de 51% da Albras. Os 49% restantes pertencem à Nippon Amazon Aluminium Co. Ltd.

Fatos sobre a situação na Hydro Alunorte